Viciado em drogas... Deve ser punido ou ajudado?

56 mensagens
  • Imaginem se fosse dentro de sua familia que vc se deparasse com um probelma assim (Que Deus nos livre!)... Como vc reagiria?

    Por Angela - Março 29 2009
  • Regina escreveu - Março 09 2012

    Primeiramente ajudado e muito...
    Sem ajuda dos familiares e de alguma instituição para dependentes nada feito.
    Mas o primordial l é ele querer ter forças e sair dessa nuvem negra de sua vida.
    Temos que ter mais estudos sobre essa droga,
    Temos que ensinar aos nossos filhos como se livrar dela.
    Dialogos,união e companheirismo..

  • Paulo Roberto escreveu - Outubro 26 2011

    claro que um dependente tem que ser ajudado com orações e em casas de recuperação, quem tem que ser punido é quem trafica.

  • Paulo Afonso escreveu - Julho 09 2011

    Ajudado, senão vai ser morto...sabemos disso...e ajudar da maneira que for necessário...a realidade é encarar de frente, não adianta fugir ou ficar de lado... Paulo Afonso

  • Rosana escreveu - Junho 17 2011

    Já passei por esse grave problema, e o dependente quimico deve ser ajudado, nunca abandonado, nem julgado, porque ele esta doente, muito doente... e eu falo do crack, essa droga miserável que esta acabando com as pessoas (jovens , crianças, velhos, mulheres), e não podemos dizer Deus me livre, porque hoje é muito fácil ter acesso a qualquer tipo de droga, mas o fato mais importante é que a única forma de se livrar desse mal é aceitando JESUS em nossa vida, só ELE tem o poder de nos livrar.

  • Rita De Cássia escreveu - Abril 21 2011

    Os viciados em drogas não devem ser punidos e muito menos julgados. Devem sim ser tratados com amor carinho e muito respeito. Esta pergunta está muito mal feita, a pessoa que enviou está bem por fora, não tem o mínimo de conhecimento pra fazê-la. Se fosse na minha família, qual seria o problema? Somos seres humanos e temos problemas de sobra, portanto, teríamos que estudar, pensar, conversar e tratar. Isso seria o mínimo que poderíamos fazer. Acho que nunca poderíamos dizer(que Deus nos livre) porque estamos expostos a muitas desgraças em nossas vidas. Da próxima vez, formule... Veja mais melhor sua pergunta. Não gostei nem um pouco dela. ver menos

  • Fernando escreveu - Abril 17 2011

    Eu iria procurar um tratamento para o membro da família. Ao mesmo tempo ficaria vigilante nos traficantes e de um modo ou de outro iria eliminando um a um...isso é mais fácil do que o tratamento.

  • Railda escreveu - Abril 01 2011

    OLHA O USUÁRIO DE DROGAS PRECISA DE TRATAMENTO MUITO AMOR, SEM LIMITES, ( NÃO CONCORDO QD. MADA DIZ AMOR COM LIMITES) PORÉM O MAIS IMPORTANTE É TRABALHARMOS NA PREVENÇÃO DAS DROGAS E A CONSCIENTIZAÇÃO DA FAMILIA QUE MUDAR OU TRANSFERIR DE CIDADE OU ESTADO O USUÁRIO NÃO VAI RESOLVER O PROBLEMA É NESSA HORA QUE MAIS PRECISAMOS ESTAR JUNTOS.

  • Vera Lúcia escreveu - Fevereiro 15 2011

    infelizmente estão nas portas de nissas casas, na porta da escola e em baladas tantos traficantes adotando nossos filhos, no que demos tanto amor, falamoa tanto sobre droga, nunca use droga pois é a perdição , o fundo do poço, seofro a dor da saudade do filho que perdi,a dor da perda Deus tirou do meu coração, más a dor da saudade ninguem jamais conseguirá tirar, até o ultimo sopro de vida de uma mãe que já passou por isso, é muito dificil, confio e acredito que todos precisam de tratamento e muito amor e, principalmente DEUS NA VIDA DE TODOS DA FAMILIA, UMA RELIGIÃO POIS SEM DEUS NÃO SE SOBREVIVE A ESSE MUNDO PERDIDO

  • Vera Lúcia escreveu - Fevereiro 15 2011

    Soua Vera Lima, há 12 anos atrás meu filho mais velho se suicidio no mquartel com um tiro de fuzil, foi muito sofrimento para tds, ele estava em depressão e ninguem havia percebido, pois ele usava drogas e se sentia envergonhado e não sabia o que fazer, então tragicamente tirou a propria via.
    Hoje tenho outro filho de 30 anos dentro de casa que usa droga, ficou internado numa clinica 5 meses, ppensavamos que ele ficaria bem, pois na clinica por ser evangelica fala muito em Deus e da doença da droga, pois é uma doença, tem queser viver um dia por vez, cada dia é... Veja mais mais um dia sem a droga.....dificil a vida de tantas familias que sofrem como eu sofri e sofro a preda de um filho lindo , querido e amado e agora o outro que me restou não sei mais o que fazer, apenas pedir a Deus Pai Todo POoderoso que nos ajude a encontrar uma solução e tratamento poara esas pessoas doentes de vicios. obrigada ver menos

  • Mirian escreveu - Janeiro 07 2011

    Se o envolvimento dele for drogas e isto não estiver aliado a crimes, ele deve ser ajudado.

  • Mirian escreveu - Janeiro 07 2011

    Se o envolvimento dele for drogas e isto não estiver aliado a crimes, ele deve ser ajudado.

  • Bene escreveu - Janeiro 07 2011

    Dependencia quimica é doença. A familia tb precisa de tratamento. pois somos coodependentes.
    Procure ajuda em Amor Exigente em sua cidade. Seja humilde peça ajuda e livre se do ORGULHO
    Só assim vc se mantera´limpo,VICIO é como Diabetes, trata se mas não Há CURA. Coloque se nas mãos de DEUS e faça sua parte. Tbm existe um medicamento que ajuda a conter a fissira, porem precisa querer sarar.EU sou TESTEMUNHA disso.

  • Mada escreveu - Agosto 20 2010

    Esclarecendo: Dependência química é doença crônica. Precisa tratamento especializado com equipe multiprofissional: psiquiatra, psicólogo, clínico geral, assistente social. É preciso que o dependente seja diagnosticado pois há co-morbidades (outras doenças) que confundem o diagnóstico, principalmente se ele não esta em abstinência.Além disto apoio familiar é fundamental, pois necessitam de muito amor com limites.

  • Amarildo escreveu - Agosto 12 2010

    Dependendo o tipo de punição, eu concordo. Por exemplo o DQ utiliza de violencia para conseguir as drogas, ainda que a organização Mundial de Saude veja como doença, a certeza da impunidade faz com que as maiorias dos DQ abusem da liberdade justificando se na doença. Acho que deve ser atuado judicialmente e em seguida liberado para tratamento, caso permaneça com o mesmo comportamento deve se tomar atitudes mais severa, como: sob mandato judicial cumprir pena em instituições especializadas para tratamento. A lei é boa, nós é que queremos ignora la.

  • Anelise escreveu - Junho 28 2010

    olha gente..... é mt difícil mt mesmo....eu tenho uma filha com problemas de dependencia quimica.
    ja fiz de td. e parece não ter feito nada....as vezes da vontade de desistir de lutar pq ela não se ajuda mas lembro q foi eu q a coloquei no mundo e q ela é apesar de td uma filha de deus.
    ai tenho forças para continuar....mas é bem sofrido ainda mais se tratando de uma menina linda
    como é o caso da minha.
    mas axo q vale a pena sim pelo menos tentar. um abraço a tds.

  • Fernando escreveu - Junho 23 2010

    Tentei mandar outra mensagem pessoal à Corrinha Silva, mas acho que não consegui. Mandei uma anterormente.
    Na outra que mandaria discorria sobre sabedoria e inteligência, pois a inteligência nos diz que podemos ganhar dinheiro de forma mais fácil, enquanto a sabedoria nos revela que o sacrifício pelo ganho pode nos tornar menos encrenqueiros com o Poder Público.

  • Fernando escreveu - Junho 23 2010

    Acho que tem que ser ajudado, pois a punição já ocorre com a própria criminalização do tráfico (comércio) e do próprio uso.
    A conscientização comportamental pode advir dos estudos dos 12 passos de Narcóticos Anônimos (NA), com a finalidade de retirar o adicto (viciado, que sofre da doença da adicção) da adicção ativa (uso obsessivo e compulsivo de drogas ilícitas e álcool. O cigarro de tabaco é liberado, mas, com o progredir do trabalho dos passos, pode paulatinamente ser abolido, pois cada qual tem seu próprio tempo).
    Muitos conseguem!

  • Fabiana escreveu - Junho 22 2010

    depende da situaçao

  • Elza escreveu - Agosto 19 2009

    A dependência química é uma doença.E como doença deve ser tratada e encarada na família. Uma das medidas a serem iniciadas deve ser a dos familiares. Eles deverão buscar ajuda para saber como lidar com o problema criado no meio familiar. As mudanças dos familiares poderá ser um clik para o dependente químico. O familiar deverá ter como meta não fazer por ele (a) o que deve ser feito por ele (a). Na maioria das vezes o familiar patrocina o consumo de drogas com medo de que se não der ele (ela) irá roubar, morrer, assaltar etc. Procurando os grupos de anônimos tomarão conhecimento... Veja mais da doença e como lidar. Como o familiar já conhece o problema e as consequências é claro que entenderá que eles são responsáveis pelo que fazem a outrem. Para isto o familiar deverá buscar a sua serenidade para que tenha um respaldo nos momentos de dor.
    Ala-Non para familiares de usuário de álcool www.al-anon.org.br
    Nar-Anon para familiares de usuários de droga, inclusive álcool (álcool é uma droga) www.naranon.org.br
    Quanto a punição cabe a justiça decidir de acordo com o delito praticado. Sempre lembrando que eles são responsáveis pelos seus atos. ver menos

  • Corrinha escreveu - Agosto 04 2009

    Ajudado, já que não se trata (na maioria das vezes) de uma opção em ser usuário, da mesma forma que vc se imagina com este problema dentro de casa, imagine vc morando numa faavela sem estudo, emprego, higiene, enfim, tudo o que a Legislação poderia oferecer mas nao oferece, imagine que seu filho tá sem comida e que vc não tem como nem onde arrumar dinheiro, já que a vida nas cidades custa caro!!!!!


    talvez depois de vc se imaginar assim, vc possa imaginar que perto de vc tem alguem que pode te ofereccer... Veja mais drogas (para todos os motivos) tanto para vender (lucro), como para usar (sair do mundo real), mas vc nao quer, depois de algumas tentativas qual seria a sua reação????

    dizer que um drogado teria que ser simplesmente PUNIDO é fácil quando não se sabe o motivo, causa ou consequencia. ver menos

  • Corrinha escreveu - Agosto 04 2009

    TONI,

    ficoo feliz pela tua coragem e esforço, pode ter certeza que tem muito mais gente que deseja a tua recuperação, torcendo por ti.

    bjs no teu coração!

  • Corrinha escreveu - Agosto 04 2009

    Ajudado, já que não se trata (na maioria das vezes) de uma opção em ser usuário, da mesma forma que vc se imagina com este problema dentro de casa, imagine vc morando numa faavela sem estudo, emprego, higiene, enfim, tudo o que a Legislação poderia oferecer mas nao oferece, imagine que seu filho tá sem comida e que vc não tem como nem onde arrumar dinheiro, já que a vida nas cidades custa caro!!!!!


    talvez depois de vc se imaginar assim, vc possa imaginar que perto de vc tem alguem que pode te ofereccer... Veja mais drogas (para todos os motivos) tanto para vender (lucro), como para usar (sair do mundo real), mas vc nao quer, depois de algumas tentativas qual seria a sua reação????

    dizer que um drogado teria que ser simplesmente PUNIDO é fácil quando não se sabe o motivo, causa ou consequencia. ver menos

  • Antonio escreveu - Agosto 02 2009

    Gostei muito do seu comentário Irezinha,pois eu infelizmente estou a fazer um tratamento para me limpar da iroina e da cocaina à base de metadona e já ando lá à 11 anos,mas não è por isso que vou perder a esperança,pois a esperança é a ultima coisa a morrer,já o meu avo dizia isso,e com os comentários de pessoas como você só nos incoraja para continuarmos a lutar,por isso o meu muito obrigado,e felicidades para o seu filho por ter vencido esta maldita doença.Abraços.Toni.

  • Nath escreveu - Julho 18 2009

    Ajudadas concerteza, msmo q algumas ñ queiram ajuda, as q querem ñ tem onde procurar, pois as poucas clínicas publicas estão lotadas e nem todos tem condições de um tratamento particular.

  • Raimundo Vicente De escreveu - Julho 07 2009

    Como ajudar pessoas que não querem ser ajudadas?A reportagem do JN mostrou a cracolandia e seus viciados,que vão continuar roubando trabalhadores e pessoas de bem para manterem seus vícios e a violência entre eles mesmos, como foi mostrado na reportagem.

  • Angela escreveu - Julho 05 2009

    Bom sempre nos colocarmos no lugar da pessoa... Será que o viciado não tem seus momentos de lucidez e arrependimento? Claro que sim! É igual a nós se tivermos um acesso de raiva... Só que
    o vício o aprisiona de tal forma que é preciso muita paciência e fé de que, através de constantes demonstrações de amor, carinho, a pessoa entenderá que precisa libertar-se! Bjaum...

  • Raimundo Vicente De escreveu - Julho 01 2009

    Janaina Kelen é difícil entendermos certas coisas,concordo plenamente que o viciado tem que ser ajudado,mas também tem que ser responsabilizado,pois fazem parte do contexto,se não houvessem viciados,também não haveriam traficantes de drogas,pois não teriam a quem vender,não existem inocentes,todos tem sua parte de culpa,é com o dinheiro que o viciado dá aos traficantes que estes armam bandos para assaltar condomínios,lojas,agências bancárias, expondo todos ao perigo da morte.

  • Carlos Fernando De Jesus escreveu - Junho 25 2009

    Acredito q é difícil seguirmos todos os passos dos nossos filhos, mas se a educação e convivência fôrem transparentes, se vigiarmos os problemas dos lares(separação dos pais) em particular,armonia mútua de calendários com os filhos tanto fâz do lado do pai ou da mãe,se não discutirmos os problemas do lar constantemente, se nos preocuparmos em visitar periódicamente as escolas dos nossos filhos, se ajudarmo-los indiscretamente à seleccionarem os amigos, se desde pequenos darmos alguns exemplos da vida ,e se,de quando em vez mostrarmos alguns filmes com grandes e... Veja mais grandes efeitos negativos q a droga provoca, então veremos de certeza q poderá ser um mal evitado.Por isso acredito q primeiro deve ser ajudado e se necessário depois punido.Porque há quem usa droga como refúgio de alguma razâo... ver menos

1 2 »
Diretório A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z